Um café com… Erica Vilarinho – Senior Marketing Manager na Körber Supply Chain

Um café com… Erica Vilarinho – Senior Marketing Manager na Körber Supply Chain

Empack e Logistics & Automation Porto: Fale-nos de si e do seu percurso na KORBER. Como é o dia-a-dia de uma Senior Marketing Manager?

Erica Vilarinho:

Comecei a trabalhar muito cedo, com 14 anos (verdade!). Sou natural do Rio de Janeiro e a vida laboral no Brasil começa cedo. Mas sempre levei os estudos muito a sério.

Vivo em Portugal há 17 anos (!). Fiz a licenciatura na Universidade do Porto em Ciências da Comunicação, concluí o mestrado na Universidade do Minho (em Publicidade e Relações Públicas) e, mais recentemente, na Porto Business School uma pós-graduação em Marketing Digital. Mas foi em 2017 que descobri e fui descoberta pela Körber – que possui cinco divisões distintas – Farmacêutica, Logística, Tecnológica, Papel e Digital -, e foi amor à primeira vista.

Há 10 anos que me dedico ao marketing B2B. E o meu dia a dia é sempre repleto de muito trabalho em equipa, reuniões e avaliações estratégicas – sobretudo no início de um novo ano com tantos desafios externos. Na Körber Supply Chain sou responsável pelas atividades e estratégia do mercado Ibérico e Benelux, em colaboração muito próxima com a equipa comercial, gestores de projetos e clientes. Também trabalho muito com as empresas irmãs do grupo em campanhas globais, eventos, etc.

O universo da automação em indústrias como FMCG, Congelados, Papel e/ou Bebidas é um aprendizado diário. Pelo que estudar caso a caso é fundamental para comunicarmos com a máxima eficácia em cada fase do funil de vendas.

Sou apaixonada pelo que faço. E sabe qual a grande vantagem de começar tão cedo a trabalhar? É não ter medo de mergulhar em áreas de negócios tão diferentes e, ainda, saber que quando encontramos uma empresa como a Körber, que cuida e respeita o colaborador, fica fácil reconhecer o seu valor. Já lá vão 6 anos de crescimento e aprendizado.

Empack e Logistics & Automation Porto: Na sua opinião o que é que é mais importante na comunicação com o cliente e o que é que as empresas deveriam ter em conta para uma comunicação mais eficiente?  

Erica Vilarinho:

O mais importante é a transparência e a assertividade. Temos que conhecer o nosso público, os seus interesses, pain points e necessidades para saber qual a mensagem que devemos passar. Auscultar o mercado. Saber ouvir é fundamental.

Por mais que confiemos no nosso produto, solução ou serviço, não podemos nunca assumir que quem está do outro lado confia ou sabe na mesma proporção do que falamos. E nunca, em momento algum, devemos deixar o cliente sem resposta, seja qual for o contexto – bom ou mau.

A proximidade é um fator muito importante. A relação com o cliente é como um namoro, exige tempo, atração, dedicação, cedências, muito diálogo e honestidade até ao casamento. E, como nas relações, a conquista do casamento não significa descurar da outra parte ou relaxar (!).

Nós acompanhamos o cliente em todas as fases do projeto, desde que é apresentado à Körber, durante o momento de decisão de compra, mas também após a venda. Por isso, a comunicação mais eficiente só acontece se acompanharmos os nossos clientes e formos transparentes.

Empack e Logistics & Automation Porto:Qual a importância da automatização de serviços e colaboração entre empresas e sectores nos dias de hoje?

Erica Vilarinho:

Os últimos tempos têm sido desafiantes para as cadeias de abastecimento. A logística é, após a pandemia, com a guerra na Ucrânia e a inflação, uma das áreas que enfrenta os maiores desafios de adaptação aos novos racionais de negócio.

Toda essa instabilidade faz com que muitas empresas, pela primeira vez, considerem mudanças substanciais nas suas estratégias. E a solução passa cada vez mais pela automatização da operação logística. Por exemplo, existem empresas na área alimentar que têm “quintas” na vertical, o que permite uma otimização de espaço inigualável.

A automação é fundamental para melhorar os resultados das empresas e garantir uma maior produtividade na indústria em que atuam e, ainda, garantir maior transparência nos seus processos internos. Os desafios são muitos: a competitividade da indústria, o nível de exigência dos consumidores, o aumento na produtividade e do número de referências de produtos (SKUs), a conscientização para a sustentabilidade, a necessidade de crescimento, mas também a necessidade de conseguir dar resposta a este mesmo crescimento.

Assim, diria que a importância é muita! Reduzir custos é a meta de qualquer empresa, mas tão ou mais importante é saber que com essa colaboração garantirmos uma gestão sustentável, eficiente e de alta performance. Só para terem uma ideia, as soluções Körber permitiram a Luís Simões, em Guadalajara, Espanha, ganhos de produtividade de 15% e uma redução dos custos de 40%. Fantástico, não é?

Empack e Logistics & Automation Porto: O que é necessário para assegurar que as empresas estão preparadas para o futuro?

Erica Vilarinho:

Face à incerteza da cadeia de abastecimento, acho que o futuro passa cada vez mais pelo investimento em Inteligência Artificial (para ajudar a monitorar e rastrear o desempenho das empresas) e Automação (para uma gestão mais eficiente e consciente dos seus processos).

A sustentabilidade é, de facto, um desafio e uma força para a mudança. Um estudo que li recentemente do IBM Institute for Business em colaboração com a Oxford Economics, revela que todos os desafios que anteveem para os próximos anos, a sustentabilidade é considerada pelos Chief Supply Chain Officers (CSCOs) como o terceiro maior, apenas atrás das perturbações na cadeia de abastecimento e das infraestruturas tecnológicas. Dá que pensar, não é?

Além disso, e não menos importante, o futuro também passa muito pelas empresas que investem no bem-estar dos colaboradores. Pois assim, não só garantem que têm pessoas mais felizes a cuidar do seu negócio, como também ficam mais atrativas para o mercado.

Empack e Logistics & Automation Porto:Está particularmente entusiasmada com algum projeto ou iniciativa recentemente desenvolvida pela KORBER?

Erica Vilarinho:

Temos muita coisa a acontecer, pelo que o entusiasmo está sempre presente e espalhado um pouco entre todas as atividades. A mudança de instalações para o Lionesa Hub vai ajudar a impulsionar a nossa comunicação interna, novos projetos a todo vapor em Portugal e Espanha, equipas a crescer, preparação para os eventos chave, o foco nas exportações para os mercados internacionais, com destaque para Espanha, Benelux e Estados Unidos… Resumindo, vai ser um ano em cheio de muitos desafios e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.